Ela colocou milhares de crianças dentro de caixões… O motivo é ASSUSTADOR!

PUBLICIDADE

Irena Sendler nasceu em 1911 na Polônia, filha de médico. Seu pai sempre lhe ensinou a ajudar quem mais precisa.

 

Esse é mais um dos casos inacreditáveis em que pessoas fazem loucuras para ajudar ou salvar alguém.

Aos 7 anos Irena ficou orfã. Como modo de honrar a memória de seu pai, ela começou a trabalhar como assistente social levando comida aos pobres.

Com a segunda da Segunda Guerra Mundial, ela, mesmo sendo católica, se juntou ao grupo de ajuda dos Judeus. Ela se sentia na necessidade de ajudá-los a sentirem menos impacto nesse período.

...

Como forma de ajudar crianças judias a fugirem dos métodos de morte utilizados por Hitler na Alemanha, Irena colocava-as em caixões, fingiam que tinham morrido e as levavam para um lugar secreto, onde ela oferecia moradia e comida a elas.

Após algum tempo, Irene foi descoberta pelas tropas de Hitler e acabou sendo presa.

Durante todo o tempo em que ela conseguiu executar esse método, ela salvou mais de 2500 crianças judias.

Algum tempo depois, pais dessas crianças descobriram que a enfermeira estava sendo condenada a morte, então ajudaram ela a fugir da prisão alemã.

Com isso, ela continuou executando o seu método para salvar crianças.

Em 2007, ela foi homenageada com o prêmio Nobel da Paz. Em 2008 em morreu.

 

PUBLICIDADE